Skip to content

A qualidade do ensino e o respeito ao professor

11/20/2011

Tenho visto, de forma recorrente, a indignação contra a qualidade do ensino em nosso país. Acho que o tema é de enorme relevância e venho fazer parte do coro indignado contra este estado de coisas.

Chamo a atenção para a Lei 11.738/08, que trata do piso salarial nacional dos professores. Esta lei é desrespetada por 17 Estados, incluindo Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Ceará e outros Estados. E alguns, que cumprem o piso mas desrespeitam outros pontos da lei como é o caso do Estado de São Paulo.

  • A Lei prevê que 1/3 da jornada de trabalho seja cumprido fora das salas de aula para atvidades extraclasse (preparação de aulas, correção de provas e formação continuada). Em São Paulo esta determinação não é respeitada e os professores são obrigados a cumprir suas obrigações profissionais de forma não remunerada.
  • A Secretaria Estadual de Ensino de São Paulo resolveu dividir as férias do professor em dois períodos, em dezembro e outro em julho, ferindo o artigo 134 da CLT, como se professor não fosse um trabalhador.
  • Discute-se o ensino profissionalizante, que deve ter direcionamento tanto propedêutico quanto profissional, o que não se observa no atual modelo adotado pelo Estado, que apresenta um curriculo fragmentado, dividindo a formação geral da específica e sem propiciar ao professor, condições de formação continuada.
  • O número excessivo de alunos não dá ao professor condições de ministrar ensino de forma adequada aos alunos.

Diante da situação do ensino em São Paulo, a APEOESP convoca os professores para uma assembléia para 25 de novembro às 14 horas na Praça da República na capital de São Paulo. Normalmente, em São Paulo, os professores são vítimas da repressão policial como se fossem marginais, quando na realidade o que querem é ensino de qualidade à população e dignidade e respeito às Leis. A sociedade deve apoiar suas legítimas reivindicações para que tenhamos o ensino que merecemos.

Entre os temas a ser discutidos, estão os que elenquei acima. A falta de disposição para a discussão dos temas por parte dos governos estaduais é um dos fatos que não permitem que tenhamos ensino de qualidade. E como teremos ensino de qualidade se os profissionais da categoria são desrespeitados? Ensino de qualidade pressupõe professores bem formados e motivados.

Anúncios

From → Sociedade

4 Comentários
  1. É, amigo – se o piso que é LEI, os gestores não pagam… nossos professores ainda fazem o impossível diante das condições a que são submetidos ao trabalho. Lecionar é uma atividade que requer qualificação, gosto e valorização. Sem isso nossa educação fica como está: para ficar ruim ainda tem de melhorar muito. Um dia desses alguém postou aqui no diHITT um paralelo entre Professor e Vereador – Quem é mais útil? Achi interessante a comparação. Infelizmente nossos representantes não perceberam que a qualidade do ensino está atrelada á qualificação e remuneração dos mestres, para estimula-los ao trabalho. Parabéns pela postagem. Sucesso e forte abraço.

  2. O professor tem que ser mais valorizado. Tomara Assembléia consiga seus objetivos. A situação dos professores no país realmente não é boa. Hoje quando alguém fala que é professor a gente já imagina o sofrimento…. Um profissional tão importante assim tem que ser mais valorizado!!!
    Espero sinceramente que a situação melhore para esses profissionais.

    Abraços.

  3. cecilia permalink

    Os professores além de não serem valorizados pelos alunos ,entram nesta questão salarial que os desmotivam a lecionar, além do desrespeito e da falta de condições para exercerem suas funções.Criam se leis e mais leis, mas nenhuma delas em andamento,o que fazem com que a qualificação do ensino não prospere devido a falta de reconhecimento a começar pelo governo. E reafirmo o finalzinho do seu texto ao qual achei muito interessante “E como teremos ensino de qualidade se os profissionais da categoria são desrespeitados? Ensino de qualidade pressupõe professores bem formados e motivados.”….

    Abraços e tenha uma boa semana

  4. a qualidade de ensino não está tão atrelada assim a recursos financeiros, mas a boa vontade de bons professores e a cultura de cada povo. Ou você acha que por causa de um professor ganhar menos ele vai ensinar menos? O desrespeito dos alunos aos professores é justamente por isso, alguns professores encaram a profissão mais como um meio de sobrevivência do que uma missão a cumprir, sendo assim só querem então cumprir sua carga horária e receber o pouco que recebem e reclamar depois. Assim como todas as áreas, há professores, ruins, e assim como todas as áreas não é uma minoria não! A profissão de professor deveria ser honrada pelos que gostam dela, não jogar nas costas dos alunos o desgosto do salário baixo, o lema respeitar e ser respeitado é uma regra. Não é só porque a pessoa se diz professor que ela acha que é merecedora de créditos, tem que fazer por merecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: