Skip to content

Continuidade e Renovação

02/20/2010

Será anunciada hoje (20/02/2010), pelo PT, a candidatura de Dilma Roussef à Presidência da República. É uma nova figura na cena política que representa a continuidade do atual governo federal.

Dilma é uma figura pouco conhecida. Sobre sua biografia constam mais lendas e fofocas do que fatos. Ela tem enfrentado, por conta desta falta de publicidade de sua biografia, uma campanha cerrada que destaca apenas sua militância na luta contra a ditadura militar, onde foi apresentado até uma ficha falsa de guerrilheira pelo jornal Folha de São Paulo. E esta mesma mídia dominada pela oposição a um governo popular, vai cerrar fileiras para desacreditá-la perante a opinião pública. Resta saber se a sua candidatura, impulsionada pelo apelo popular de um governo voltado para o social será capaz de superar esta campanha difamatória que certamente virá, por parte da mídia golpista.

Seu nome compelto é Dilma Vana Roussef. Seu nome é de origem búlgara, nacionalidade do pai. Sua mãe, brasileira, era a professora Dilma Jane Silva. Nasceu a 14 de dezembro de 1947 em Uberaba, Estado de Minas Gerais.

Dilma não nega sua militância em movimentos cladestinos de contestação à ditadura, como Política Operária – POLOP e Vanguarda Armada Revolucionária Palmares – VAR Palmares e, por conta desta militância, foi presa e torturada. Esta militância em movimentos e organizações clandestinas é um padrão entre vários de nossos políticos que viveram naquela época. O seu principal opositor, José Serra foi membro da Vanguarda Popular e esteve, depois do golpe militar, asilado na embaixada da Bolívia por três meses e, depois de passar pela Bolívia, refugiou-se na França, tendo sido impedido de concluir no Brasil, seu curso de Engenharia, que foi concluído no exterior, tendo cursado a Escola de Pós-Graduação em Economia da Universidade do Chile e chegou a prestar assessoria ao governo de Allende por alguns meses.

Dilma, ao contrário de Serra, não saiu do país. Ao invés disso, foi expulsa da faculdade de economia e esteve presa durante três anos. Dilma foi libertada e mudou-se para Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, onde concluiu o curso de Economia na Universidade Federal, em 1986 tendo feito mestrado em Teoria Econômica pela UNICAMP e Doutoranda em Economia Monetária e Financeira pela UNICAMP. Foi Ministra das Minas e Energia (2003-jun.2005), Secretária da Fazenda de Porto Alegre (1986-1988), Presidente da Fundação de Economia e Estatística do Estado do Rio Grande do Sul (1991-1993) e Secretária de Estado de Energia, Minas e Comunicações do RS (1993-1994 e 1999-2002). Em 2002, coordenou a equipe de Infra-Estrutura do Governo de Transição instituído pelo Presidente Lula.
Como se vê, Dilma tem uma trajetória em cargos públicos embora nunca tenha antes, concorrido em eleições. Segundo ela mesma, cada cargo exercido representou para ela uma aprendizado. Com ênfase para o cargo exercido hoje, de Ministro da Casa Civil, quando teve oportunidade de planejar e de percorrer o Brasil na implantação do Programa de Acereração do Crescimento – PAC.

É contraditório, pois embora se clamem por novos políticos sem os vícios que costumam ser atribuídios aos políticos de carreira, no momento no qual é lançado alguém novo no cenário político, a crítica é implacável na argumentação de que é necessário haver trajetória de eleições. Vamos ver a capacidade de absorção de Dilma da companha difamatória que tentará desqualificá-la e que se inciará hoje mesmo, na preparação das matérias de amanhã dos meios de comunicação favoráveis às políticas néo-liberais que cobrirão o lançamento de sua candidatura.

Anúncios

From → Sociedade

10 Comentários
  1. Sempre achei engraçado acusarem a Dilma de militante.

  2. Se o Lula e o PT escolheram a Dilma é porque ela representa melhor os projetos que defendem.
    Qual ou quais as acusações contra a Dilma?
    Por enquanto não passam de falácias. De que foi terrorista? de que é mal humorada? de que não tem carisma?
    isto não é projeto para um país, me parece mais preconceito e desespero.
    Grande abraço.

    • erickfigueiredo permalink

      Concordo plenamente.
      Haverá campanha contra ela isto é certo. Preconceito e desespero é a imagem da imprensa golpista.
      Obrigado pelo comentário.

  3. Concordo que deve haver publicidade em torno do nome de Dilma. Até eu, que já tenho meu voto consolidado para seu nome, preciso de mais informações sobre ela. Esse post já é um bom começo para mim. Divulguemos.

    • erickfigueiredo permalink

      Obrigado por tua visita, Esteves. Precisamos mesmo divulgar fatos e não fofocas e insinuações infundadas e preconceituosas.
      Abraços

  4. LISONN permalink

    Saudações!
    Que Post Fantástico!
    Amigo ERICK, com sinceridade gostei de conhecer um pouco mais sobre a senhora, Dilma Roussef, sua trajetória, suas lutas, seus sacrifícios, seus feitos. Há também a dona, Marina Silva, Sr. José Serra, o Ciro etc. e mais outra leva que até o presente se apresentam, mas, nenhum me convenceu e não terão o meu voto.
    Sabe, amigo, eu não gostaria que você ficasse chateado comigo, mas, eu penso que o bom seria se todos os candidatos e mandatários desse país renunciassem os salários e demais benesses do poder, e quem quisesse ser candidato a cargo eletivo teria que dedicar o período do mandato como voluntário, ter uma ficha totalmente limpa e ainda ter que provar as origens dos bens, passarem por uma rigorosa varredura fiscal desde que começou a trabalhar e submeter à apreciação os seus feitos e o comportamento na comunidade além de ter que comprovar uma extensa folha corrida de relevantes serviços prestados a sociedade.
    Eu e você conhecemos pessoas idôneas e honradas que atendem esses pré-requisitos acima, em nossas cidades tem as centenas, não é mesmo.
    Pensemos Nisso!
    Parabéns por mais um excelente Post!
    Abraços,
    LISON.

    • erickfigueiredo permalink

      Todos os candidatos se apresentam com extensa ficha de serviços prestados à comunidade. Por isso mesmo são apresentados pelo partido.
      Não é possível renúncia a salários, pois todos têm que sobreviver. O ideal é que sobrevivessem apenas do salário ou rendimentos de seus afazeres e não de rendimentos “paralelos” à vida pública.
      Obrigado, Lison, pelo comentário.

  5. Erick, parabéns pelo post.
    O que sinto mais falta, nas eleições, é de uma transparente exposição do plano de governo dos candidatos e dos partidos. Esta “carta aberta”ao cidadão deve constar os projetos, porquês, metas, períodos e origens dos investimentos.
    Sobre a candidata anunciada, até já conversamos sobre isso, não considero a melhor escolha do partido.
    Abs.

    • erickfigueiredo permalink

      Ao que parece vai ser amplamente divulgado o plano de trabalho de Dilma Rousef. E Lula deve ter lá suas razões para escolhê-la como candidata. Ainda poderemos ter a opção de Ciro Gomes, na minha visão, também um bom candidato. Mas cada um deve votar de acordo com seus interesses e sua consciência. Eu falo apenas por mim.
      Abraços e obrigado pela visita e comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: