Skip to content

Os destaques na mídia sobre obras analisadas pelo TCU

11/16/2009

rodoanel-crea-acidente-d-20091113Acusado pelo governo de ser o principal entrave ao bom andamento das obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o TCU (Tribunal de Contas da União) se defende e avalia que o governo “superestima” seu poder. O órgão argumenta que, entre as 2.446 ações do PAC deste ano, só fiscalizou 99 (3,9%) e pediu a suspensão de apenas 13 (0,5%), das quais 8 tiveram os problemas sanados. Para reagir ao bombardeio do governo, a internet foi escolhida como a principal arma do TCU e de seus funcionários. Enquanto o presidente do órgão, Ubiratan Aguiar, prepara-se para lançar até o início de dezembro a agência de notícias do TCU, que dará a versão do tribunal aos fatos, os auditores já se defendem em um blog. Noticiou o jornal Folha de S. Paulo.

Alvo preferencial das críticas do governo Lula quanto à paralisação de obras federais, a atuação do TCU (Tribunal de Contas da União) afeta uma proporção pequena das ações do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) com baixa taxa de execução neste ano. Levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo identificou, nos ministérios dos Transportes e das Cidades, 232 projetos classificados como prioritários que, até setembro, haviam recebido menos de um quinto das verbas previstas no Orçamento deste ano. Trata-se de 40% dos projetos do PAC nas duas pastas, ou um terço do total do programa bancado com dinheiro do Tesouro.

As notícias acima nos indicam que existe uma supervalorização da mídia sobre as paralisações que as noticiam como se o Brasil estivesse parado. O governo reage contra o TCU acusando-o da interrupção das obras o que também não deixa de ser verdade.

A defesa do TCU, neste caso, foi a de dar a devida dimensão das paralisações que, percentualmente seriam irrelevantes não fosse o constante ataque da mídia paulista e da Globo que dá relevância sobre o que não tem quando se trata do governo federal e minimiza as barbeiragens do governo estadual – de Serra, seu candidato. Só que esta correção quanto às reais dimensões da paralisação não tem é de interesse suficiente para ganhar o destaque que foi dado às paralisações.

As obras do Rodoanel têm uma série de irregularidades apontadas pelo mesmo TCU e não merecem destaque. O Rodoanel não notificou a concessionária da Regis Bitencourt sobre as obras realizadas naquela rodovia. As vigas utilizadas foram barateadas com a utilização de pré-fabricadas. Mas nada disto merece o destaque dados às obras do PAC do governo Federal.

Anúncios

From → Sociedade

2 Comentários
  1. Realmente, a desigualdade do tratamento dessas situações é alarmante – alarmante, porque mostra que a mídia brasileira ainda não se livrou do complexo de Carlos Lacerda, sempre priorizando seus interesses políticos golpistas, ou então do complexo de Chateubriand, Marinho, Abravanel ou Frias, sempre privilegiando, além dos interesses políticos golpistas, seus interesses comerciais (aliás, seus complexos midiáticos ainda dominam a comunicação televisiva e impressa no Brasil, com o recente ingresso do bispo Edir Macedo nesse grupo).
    Concordo com o governo quando diz que há paralizações que não deveriam acontecer, a exemplo da paralização do programa Luz para Todos, dias depois suspensa. Se é para suspender em seguida, por que paralizar um programa que leva energia elétrica para os brasileiros mais necessitados? O papel do TCU, tribunal administrativo já quase centenário, precisa ser revisto. Sem o alarde do golpismo, mas com a seriedade e a participação popular que o assunto merece.

    • erickfigueiredo permalink

      Obrigado pelo teu comentário. A mídia deveria ter limites.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: