Skip to content

A transposição do São Francisco e a elite paulistana

10/17/2009

lulacanalAo ver a multidão de operários de macacão aguardando o seu discurso na cidade de Floresta (PE), o presidente Lula não escondeu sua felicidade, porque aquela imagem era a prova de que aquelas pessoas estão trabalhando e ganhando um salário, além de terem aprendido uma profissão. As obras de revitalização e integração do rio São Francisco estão mudando a realidade de centenas de cidades do sertão brasileiro e contribuirão para tornar o Brasil menos desigual.

A cidade de Custódia tem um intenso movimento na madrugada com os ônibus se deslocando pelas avenidas no transporte dos trabalhadores. A mão de obra está ficando escassa. As prefeituras Sertânia e de Custódia, no canteiro de obras de transposição do Rio São Francisco, encontram dificuldades, por exemplo, para contratarem pedreiro ou ajudantes de pedreiros.

Isto incomoda muito a elite burra que imagina que o que São Paulo, enganado pela sua tendenciosa mídia, acredita ser bom, é ótimo para o Brasil. Está havendo um deslocamento dos centros de poder para o restante do Brasil, que sabe o que quer e que acaba com a centralização do poder, que deixa de emanar de São Paulo e outros centros que antes detinham o poder econômico para o restante do Brasil. Hoje este poder é pulverizado através do desenvolvimento regional.

Anúncios

From → Sociedade

7 Comentários
  1. Os paulistas têm que acordar para a realidade dos novos tempos, o Brasil é o conjunto de todos os seus estados e territórios e a região sul não suporta abrigar mais pessoas que procuram o que não vão encontrar. É preciso, como faz o Lula dar oportunidades a todas as regiões, afinal tudo é o Brasil e o Brasil é de todos. jarossi

    • erickfigueiredo permalink

      O melhor para o Brasil, incluindo São Paulo, é promover esta descentralização, garantindo fontes de subsistência em todos os rincões do território nacional. Obrigado pelo comentário.

  2. Digo regiões sul e principalmente,sudeste.

  3. Apesar de toda dificuldade e os contras da meia dúzia de 3 ou 4, bastou vontade política, boa vontade e coragem.
    A messe é grande e ainda poucos os obreiros, mas estamos chegando!

    Forte abraço.

    • erickfigueiredo permalink

      E chegaremos sem dúvida nenhuma. Obrigado pelo comentário.

  4. Victória permalink

    Não sou engenheira,não entendo nada de transposição de um Rio, como o São Francisco. Mas me pergunto: Quantas cidadesou estados serão beneficiados com a tal obra? Não é perigoso para natureza desviar um Rio? Me pergunto se essa obra terminara com a industria da seca?.. Se não acabar vou dizer qué foi inútil.

    Mas uma coisa me vem a memoria!… Israel não conseguiu de erguer num deserto? Porque não contrataram especialistas israelense para fazer um estudo do solo nosdestino que garanto que encontrariam a solução?…A seca nordestina parece não ter solução no solo brasileiro (somente).

    Só não acredito que as “oportunidades” que parece estar dando o Lula a outros territórios brasileiros seja pelo bem estar do povo como um todo. Ao que parece ele tem outros interesses no tocante as eleições de 2010. O nnordeste poderia ser um canteiro de properidade se adotassem, como disse acima, o modelo adotado por Israel. Quando concluirem as obras do São Francisco veremos a reclamação das cidades que não foram comtemplados e, assim, continuaremos a ver a industria da seca propserando. Acredito que não existe interesse político em minorar o sofrimento do povo mas sim interesses escusos de continuo aproveitamento da miséria do nordeste.

    • erickfigueiredo permalink

      A transposição não resolverá definitivamente o problema da seca mas resolverá a situação da população de alguns milhares de quilômetros situados nas bacias do rio Jaguaribe (Ceará) e Piranhas/Açu, no Rio Grande do Norte. A área de sêca soma 750.000 km2 beneficiando 12 milhões de pessoas e a irrigação de polos agrícolas aquecerá a economia e aumentará o número de empregos na região.
      Existe uma forte reação contrária à transposição deste rio por motivos ambientais, sob alegação de danos à fauna e à flora. Entretanto o rio não será inteiramente desviado, mas suprirá as bacias citadas acima servindo para minorar a situação das áreas servidas. Ademais, estão sendo feitas obras de revitalização do São Francisco, motivo da visita de Lula à região.
      Este é um antigo projeto que remonta o Brasil imperial e foi concebido no governo de D.Pedro II, tendo sido feito estudos desde então sobre este projeto ambicioso, que difere bastante das características do que foi feito em Israel. De qualquer forma, acredito que as experiências israelenses seriam muito bem vindas.
      Quanto à indústria da seca, o combate se dá através do conhecimento, da melhoria do nível de escolaridade e da cidadania. Observamos um progresso considerável no nordeste com relação à politização do povo, faltando ainda muito a ser feito.
      A migração do nordeste para estados do sudeste do sul está sendo combatida com a descentralização econômica que está sendo implantada em diversas regiões do nordeste, fixando o homem no seu local de origem.
      Um outro projeto não posto ainda em prática, seria o aproveitamento das reservas subterrâneas existentes em abundância em todo o nordeste mas que até hoje não foi levado adiante pelo seu alto custo.
      Pessoalmente acho válida a transposição do São Francisco como um avanço considerável para resolver se não todo o problema da seca, pelo menos uma parte, já que é preciso iniciar este combate.
      A iniciativa é positiva desde que as obras de revitalização sejam feitas de maneira correta e que não se prejudique as importantíssimas hidrelétricas já implantadas no médio/baixo vale do rio – Paulo Afonso, Itaparica e Xingó –, pois a energia ali produzida, e transmitida para todo o Nordeste, constitui um tipo de planejamento da mais alta relevância para o espaço total da região.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: