Skip to content

Recordando o passado recente

08/03/2009

Vamos recordar o passado recente?

Em 1995 teve início o governo Fernando Henrique Cardoso. Ele sucedeu Itamar Franco, cuja grande vitória foi o sucesso do Plano Real.

Já Fernando Henrique Cardoso, em seu primeiro mandato, teve como ponto forte as privatizações, idéia que surgiu na década de 80, pelo governo José Sarney e ganhou força durante seu governo. As privatizações foram feitas para possiblitar o pagamento da dívida externa mas, apesar dos valores arrecadados, saltou de US$ 20,7 bilhões em 1991 para US$ 238 bilhões em 2001.

Além da Eletrobrás, tivemos a privatização do sistema Telebrás e da Vale do Rio Doce. Estas privatizações tiveram inúmeras denúncias de irregularidades. Mas um outro ponto característico deste governo foi o sepultamento de CPI’s. Com apoio da imprensa, foram arquivados diversos pedidos de CPI.

Foi alardeada a eficiência das empresas recém privatizadas, mas o que se viu foi demissão em massa e aumento de tarifas dos serviços antes públicos. Mas as empresas, para se tornarem eficientes, deveriam dar lucro.

As privatizações tinham também a intenção de aumentar a capacidade de endividamento junto ao FMI. Para que as privatizações tivessem respaldo, utilizava-se a estratégia de estancar investimentos nas empresas a serem privatizadas, tornando-as ineficientes. Depois vinha a privatização financiada pelo BNDES. Esta mesma estratégia foi iniciada com a Petrobrás, que teve algumas de suas atribuições privatizadas. Lembram da Petrobrax?

No seu segundo mandato, iniciado em 1998, o Brasil foi surpreendido por uma crise mundial logo em 1999. Houve desvalorização do Real e novos pedidos de empréstimos ao FMI que elevaram a dívida externa, seguido pelo “apagão” de 2001, apesar da excelência da administração das empresas privadas de fornecimento de energia elétrica, além de denúncias contra senadores da base aliada como Jader Barbalho, Antonio Carlos Magalhães e José Ribeiro Arruda que tiveram de renunciar.

Em 2002 José Serra acabou por não ser eleito. Lula Ganhou no segundo turno. Mas segundo muitos, seguiu a política de Fernando Henrique e por isso teve sucesso. Eu não vejo desta forma, pois passamos por uma crise mundial que a imprensa superestimou e que espera, ainda hoje, leve o povo e o governo à miséria. Isto não aconteceu. Houve, isto sim, sem privatizações, pagamento da dívida externa e estamos hoje livres dos juros pagos ao exterior. Tivemos inúmeras CPI, descobrimos novas jazidas de petróleo, apostamos na diversificação do comércio exterior e a oposição quer desprestigiar a Petrobrás para, quem sabe, no próximo governo que julga ser seu, privatizá-la.

Mas a imprensa acha que bom mesmo era o governo do Fernando Henrique. Por que será?

Anúncios

From → Atualidades

One Comment
  1. Paulo Athayde permalink

    Olá Erick!

    Concordo plenamente com a sua análise desses recentes episódios históricos que, em muitos aspectos, mudaram os rumos do Brasil.

    Quanto a atitude da mídia (grande), o que nos consola é que a sua campanha cerrada contra o Lula, e depois o governo Lula, não tem conseguido "enganar" o povo brasileiro. Haja vista as pesquisas de avaliação do Lula, e de seu governo, quando o povo demonstra que não dá muita importancia a campanha da mídia e seus aliados preferenciais – PSDB, DEM, PPS e, agora, o PV. É impossivel não ver o Brasil de hoje, por mais má vontade que se tenha.

    E quando me refiro a "povo brasileiro", é literal, pois, as pesquisas mostram que incluem todas as classes sociais, níveis de renda e escolaridade.

    O povo não é bobo e sabe votar, sim!

    Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: