Skip to content

Enchentes em São Paulo são conseqüência da privatização

01/29/2010

Estação TaiacupebaDesde fevereiro de 2009 o Sistema Produtor do Alto Tietê (SPAT) está sendo operado por uma empresa pertencente ao Grupo Queirós Galvão, a CAB SPAT, criada especificamente para ampliar o fornecimento de água para a região metropolitana de São Paulo. Uma obra necessária e extremamente importante. Só que o contrato prevê remuneração pelo aumento do fornecimento de água. Sabemos que a finalidade de uma empresa privada é o lucro a ser pago aos seus acionistas. Partindo destas premissas, foi constatado que as reservas armazenadas na Barragem de Taiaçupeba estavam muito próximas do limite máximo de armazenamento justamente na época de chuva e, com as chuvas, houve ameaça de transbordamento. Então – e só então – foram abertas as comportas que, aliadas ao aumento do nível do rio tietê devido às chuvas, houve o transbordamento do rio. Simples assim.

As vantagens da parceria público privadas (PPP), é que a Sabesp não precisou arrumar verba para o empreendimento e ganhou experiência para participar de obras em outros países ou Estados brasileiros, dentro do novo modelo de parceria, além da implementação de novidades tecnológicas para o setor de tratamento de água, o que significa dizer que se pretende estender o caos a outros estados e países. Se a Sabesp tocasse sozinha a ampliação de Taiaçupeba pelo modelo tradicional, não conseguiria concluí-la em dois anos, devido aos processos de licitação que seriam realizados no período e que acabariam atrasando a obra.

Não houve regulação e fiscalização pública da atuação da empresa encarregada do abastecimento. A fiscalização foi também terceirizada e ficou por conta de empresa privada contratada não para gerenciar as conseqüências pelo acúmulo de reservas hídricas, mas pela ampliação do fornecimento. Alegam-se que não possuem “bola de cristal” para saber da intensidade das chuvas. Só que esta intensidade era totalmente previsível pelo histórico de chuvas por longo período. Uma outra alegação é o depósito de lixo nas ruas e terrenos. Entretanto todos nós sabemos que devido à privatização da coleta de lixo e seu alto custo, foram reduzidos os recursos para a coleta de lixo. E sabemos que redução de recursos significa diminuição na prestação dos serviços de coleta. Sem coleta de lixo, a população foi obrigada a utilizar sistemas “alternativos” para despejo dos fétidos e indesejáveis resíduos domésticos.

Mas existe intenção de estender este modelo a outras cidades, já que a Sabesp estuda a utilização dos Rios Itatinga e Itapanhaú, na Serra do Mar e na divisa de Mogi e Bertioga, com represas menores para atender a Zona Leste e também os municípios do Litoral Norte.

Vemos assim, que a privatização desenfreada não provocou as chuvas mas impediu o correto controle pela utilização dos recursos e isto é o que tem provocado as enchentes. E se continuar deste jeito, teremos mais enchentes se espalhando por aí.

Veja a entrevista dada por José Arraes, membro do Comitê da Bacia do Alto Tietê, do Subcomitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê e do conselho gestor da APA (Area de Proteção Ambiental) da várzea do Tietê concedida ao sítio Ví o Mundo do jornalista Luiz Carlos Azenha.

About these ads

From → Sociedade

13 Comentários
  1. LISONN permalink

    Saudações!
    Que Post Fantástico!
    Amigo Erick, eu consegui acessar o seu Site, via Google.
    Quanto ao artigo em si, penso que um dos erros mais graves se dá quando as empresas iniciam os trabalhos de despoluição e passam a construir canais mais estreitos que o curso natural dos igarapés e rios, logo a primeira conseqüência é a morte da fonte. Com o- estreitamento- as forças das águas quintuplicam levando ao transbordamento e tudo que estiver pela frente.
    É o que vejo.
    Manaus é um exemplo disso e São Paulo também.
    Parabéns pelo excelente Post!
    Abraços,
    LISON.

    • erickfigueiredo permalink

      São Paulo é um pouco diferente, pois as marginais do Rio Tietê eram áreas de várzea, áreas de alagamento natural. Assim existe uma tendência natural para as enchentes, que sempre ocorreram. Foi aprofundada a calha do rio. Entretanto, com a época das chuvas, existe depósito de resíduos naturais como areia, terra e vegetação, e de resíduos sólidos provenientes do lixo urbano que acaba por se acumular.
      É necessário haver limpeza constante e manutenção para retirada dos resíduos.
      Além disso, temos nas cabeceiras dos rios, estações de captação de água a ser consumida pela população.
      Tudo isto forma um complexo sistema que exige pesados investimentos em sua manutenção. A privatização, nestes casos, significa sempre um risco, pois não se consegue privatizar todos os serviços necessários como a manutenção citada, controle do meio ambiente, sistema de tráfego e outros itens necessários.
      Muito obrigado pelo comentário.

    • mayara permalink

      obrgada pela a resposta

  2. Ótimo post, não sabia desta parceria publico-privada, e cçaro que o controle de recursos + chuva geraria um aumento exessivo de agua nas barragens. Junto a isso a hipermeabilização da cidade de São Paulo faz com que a agua não tenha para onde ir. A obra do Tietê tinha ficado ótima mas é concreto puro e para onde a agua poderia ir ali? É claro que para as casas das pessoas.

    Grande abraço

    Renan

    • erickfigueiredo permalink

      Quando temos privatizações em áreas sensíveis estratégicas, ficamos à mercê da produção de lucros pelas empresas encarregadas dos serviços e/ou produtos.
      Certas áreas devem permanecer nas mãos do Estado. Só que bem administradas.

  3. Anonimato permalink

    Tpw vlw vei, cunsigui fze minha peskisa, 2º dia di aula i akela veia da prof manda peskisa

  4. Parece claro que a má gestão vem contribuindo para as enchentes diárias : falta de macro-drenagem ( desassoreamento ) e o erro na operação das comportas ( controle do nível dos reservatórios ). Setores estratégicos não podem ficar sem controle, ou pelo menos fiscalização, pública. É um caso de polícia !

    Newton Almeida http://limpezariomeriti.blogspot.com

    • erickfigueiredo permalink

      Realmente. E o Ministério Público tem atuado neste aspecto. Só naõ é noticiado para não prejudicar Serra e Kassab, mas tem sido tomada medida neste sentido.
      Obrigado pelo comentário.

  5. ANONIMATO permalink

    A CHATA DA PROF JÁ PASSOU CINCO TRABALHOS DE UMA VEZ ,E ME AJUDOU MUITO!

    • sim que tem professora assim mesmo mais minha é professora e os diretores da escola pedio para ela fazer e com isto vc aprende mais nao é verdade ne ?
      vc aprebdeu muito tenho certeza em que serie vc esta

  6. bom é para fazer um trabalho que pediram isto é muito bom pois assim nois ve os depoimentos e pode resolver tudo o nosso trabalho isto ajuda a nois fazer otrabalho e tambem aprender e mais um pouco pois isto é bom para uma experiencia para quem passou por isto e para quem nao passou tambem

  7. HUDSON permalink

    EU ACHEI MUTO LEGAL E EDUCATIVO

    BEIJOS DO

    MINHA PROF E MUITO CHATA OKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    HUDSON

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 445 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: